31 de março de 2012

PALESTRA DA PROF. LEONILA MARIA MURINELLY LIMA NO CENÁCULO FLUMINENSE DE HISTÓRIA E LETRAS

PALESTRA DA
PROFa. LEONILA MARIA MURINELLY LIMA
NO CENÁCULO FLUMINENSE DE HISTÓRIA E LETRAS



A palestra da Doutora e Professora Leonila Maria Murinelly Lima no Cenáculo Fluminense de História e Letras, no dia 30 de março de 2012 foi um sucesso... Leonila encantou a todos os presentes, com sua habilidade e maestria em saber como conduzir a grandiosa palestra.

O tema da Palestra foi:

AVE PALAVRA – potência sagrada e restauradora

AVE EVA – potência feminina de natureza transcendente
 

As palavras exercem sobre nós um forte poder.  Elas entram nos nossos corpos e nos transformam.  As benditas acendem uma chama interior e desvelam o que temos de melhor em nós mesmos; já as malditas quantos estragos nos causam... Afinal, “É no lugar onde a Palavra faz amor com o corpo que começam os mundos” (Ruben Alves)

É pela arte da Palavra que “reinventamos” o mundo... Esta ciranda propõe um “des-ensinar  para reaprender”;  um  “fazer esquecer para fazer lembrar” – como bem traduzem os versos: Procuro despir-me do que aprendi,/ Procuro esquecer-me do modo de lembrar que me ensinaram,/ E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos,/ Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras,/ Desembrulhar-me e ser eu...(CAEIRO/PESSOA).
Afinal, nada melhor que o poder da Palavra para despertar as metamorfoses do corpo... e da Alma.

AVE PALAVRA - Potência sagrada e restauradora: AVE EVA - Potência feminina de natureza transcendental. Onde a professora nos fez viajar ao encontro das raízes feminina isto é, do surgimento da personalidade forte e mágica da natureza a mulher, desde Eva até chegar à potencialidade poética de Adélia Prado, as potencialidades distribuídas em vários segmentos; o corpo a alma, o prazer, a saudade, a vida, e existencialidade do homem como a parte de um todo e de todo o mundo. A eficácia da poesia cotidiana que vai de do filósofo alemão Walter Schubart ao cotidiano lembrado em todas as poesias de Adélia Prado. A revista Focus esteve presente e trouxe para você na íntegra os momentos da grandiosa palestra, Confira todas as imagens das personalidades fluminenses que foram prestigiá-la.



Dra. Profa. Leonila Maria Murinelly Lima
Doutora em Literatura Comparada/UERJ; Mestre em Literatura Portuguesa/UFF; Practitioner em Programação Neurolinguística/Instituto Saber/SP.


Franci Machado Darigo - Pres. IHGN,
Márcia Pessanha - Vice-presidente do CFHL
 e Julio Cezzar Vanni - Presidente do CFHL
momento da composição da mesa
 para o início dos trabalhos

Julio Cezzar Vanni - Presidente do CFHL
abriu o evento, e falou de novos projetos
para o Cenáculo durante este ano 2012

Márcia Pessanha-Vice-presidente do CFHL
apresentando a doutora e professora
Leonila Maria Murinelly Lima

a doutora Leonila Murinelly
ministrando a palestra

A palestra foi toda ministrada em Data-show

Presidente do Cenáculo Julio Cezzar Vanni


 
A hipótese trabalhada foi que é possível encontrar na poesia de Adélia Prado elementos que configuram transgressão e resistência às concepções praticadas pela Igreja Católica em relação às mulheres. A mesma religião significante irá oferecer significados e símbolos capazes de viabilizar uma poesia de afirmação pessoal e, através dela, a expressão da poetisa no espaço público.
O poema no qual Adélia consegue evocar Eva e Maria ao mesmo tempo, Eva e Maria como arquétipos do feminino. Veja o que Adélia diz:

Leia a poesia de Adélia Prado

Meu coração bate desamparado / onde minhas pernas se juntam / É tão bom existir! / Seiva, vergônteas, virgens, / tépidos músculos / que sob as roupas rebelam-se. / No topo do altar ornado / com flores de papel cetim / aspiro vertigem de altura e gozo, / a poeira nas rosas, o afrodisíaco, / incensado ar de vela / - a santa sobre os abismos – / À voz do padre abrasada / Eu nada objeto, / lírica e poderosa. (Lembrança de Maio - Adélia Prado)
*
 
Através do elemento erótico religioso em sua poesia, Adélia entra em contato com o feminino da psique, sem afastar-se da religião mesma que a expressou, mas reestruturando a imagem católica das mulheres, para outra, dona de sua capacidade de sentir e expressar o desejo sexual. Não por caso, ela repete que a salvação está na poesia. É ali, através das palavras transmutadas em imagens, em cenas, em metáforas, em sonhos, desejos e visões, que uma realização acontece.  Adélia escreveu:

Como um tumor maduro / a poesia pulsa dolorosa, / anunciando a paixão. / “Ó crux ave, spes única / Ó passiones tempore”. / Jesus tem um par de nádegas! / Mais que Javé na montanha / esta revelação me prostra. / Ó mistério, mistério, / suspenso no madeiro / o corpo humano de Deus. (...) / Nisto consiste o crime, / fotografar uma mulher gozando / e dizer: eis a face do pecado. / Por séculos e séculos / os demônios porfiaram / em nos cegar com este embuste. / E teu corpo na cruz, suspenso. / E teu corpo na cruz, sem panos: / olha pra mim. / Eu te adoro, ó salvador meu / que apaixonadamente me revelas / a inocência da carne. / Expondo- te como um fruto / nesta árvore de execração / o que dizes é amor, / amor do corpo, amor.
( Festa do corpo de Deus-Adélia Prado)

 ****
Para exemplificar os poemas do cotidiano a doutora optou por um bem conhecido da poetisa, Adélia diz:

Há mulheres que dizem: / Meu marido se quiser pescar, pesque, / mas que limpe os peixes. / Eu não. A qualquer hora da noite me levanto, / ajudo a escamar, abrir, retalhar e salgar. / É tão bom, só a gente sozinhos na cozinha, / de vez em quando os cotovelos se esbarram, / ele fala coisas como ‘este foi difícil’, prateou no ar dando rabanadas / e faz o gesto com a mão. / O silêncio de quando nos vimos a primeira vez / atravessa a cozinha como um rio profundo. / Por fim, os peixes na travessa, / vamos dormir. / Coisas prateadas espocam: / somos noiva e noivo

(Casamento-Adélia Prado)


No final a professora distribuiu poemas
de Adélia Prado aos presentes




Leda Mendes Jorge - Escritora e Pres. da ANE
com o acadêmico Geraldo Caldas




A doutora Leonila feliz da vida com o reecontro das amigas

A Doutora Leonila com a Profa. Felisberta Trindade

Profa. Felisberta Trindade e Profa. Dionilce Faria

Fotográfo Murilo com a Escritora e Profa. Dionilce Faria

Márcia Pessanha - Vice-Presidente do CFHL
com a artista plástica e escritora Angela Gemesio

A artista plástica Shirley Araújo
com o musicista Marco Aurélio Faria

Assis e Mirtes os dois são os tios de Marcia Pessanha
e vieram da cidade de Campos-RJ prestigiar o evento.

Leonila Mª Murinelly - Palestrante
e o Mediador do Focus  Alberto Araújo

EU ESTIVE LÁ E CLIQUEI TUDO...


*******************************************


VISITE MEUS OUTROS SITES:
BASTA CLICAR NOS LINKS




8 comentários:

  1. Professora Leonila, sua palestra foi 1.000, valeu por tantas informações que adquiri, parabéns.

    ALBERTO ARAÚJO

    ResponderExcluir
  2. Meus cumprimentos a Prof Leonila, boa colega e grande coordenadora dos tempos de UNIPLI.
    Lamentei não poder estar presente para prestigiar a Leo, mas estive na cerimônia fúnebre do poeta A. Barcellos Sobral.

    Alberto, seu trabalho é ótimo. Continue "focado".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo Kahlmeyer, é sempre um prazer receber você em minha página, obrigado amigo, volte sempre ok,


      abraços


      ALBERTO ARAÚJO

      Excluir
  3. PAULO ROBERTO CECCHETTI31 de março de 2012 09:29

    Valeu, Alberto! Att.

    PRC

    ResponderExcluir
  4. Márcia Maria Pessanha3 de abril de 2012 09:48

    Alberto, ficamos maravilhados com o seu blog com esta postagem do dia 31/03/2012, fazendo comentário em alto nivel sobre a palestra da Professora Dr. Leonila, sinal de grande sensibilidadeda e conhecimento de sua parte. Aproveitamos para agradecer da parte da direção do Cenáculo. Márcia Pessanha.

    ResponderExcluir
  5. Muitíssimo obrigado cara amiga Márcia, é prazeroso querer/poder divulgar a arte literária, e na oportunidade disseminar ao mundo a nossa cultura fluminense que é tão rica, tão brilhante, e poder mostrar aos quatro cantos do planeta através do FOCUS, isso será sempre o meu objetivo/meta. Obrigado de coração a você e a todos os amigos foculistas que sempre acessam o nosso Portal Cultural.

    Abraços


    ALBERTO ARAÚJO- mediador do FOCUS

    ResponderExcluir
  6. PROFa. LEONILA MARIA MURINELLY8 de abril de 2012 10:50

    Alberto,


    Parabéns pelo Blog e obrigada por sua presença no Cenáculo e pelas palavras gentis que declarou sobre a palestra.

    Adélia Prado é fascinante. Aliás, o legado literário que vem das Minas Gerais é sempre de primeira linha...

    Seu trabalho, Alberto, é excelente. É o olhar do poeta...

    Abraços,

    Leonila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado a você Professora, por mais um aprendizado, mais um conhecimento, foi isso que todos nós aprendemos com você naquele dia. Parabéns por tão brilhante palestra, ainda ecoam suas palavras em nossos ouvidos, e sempre ecoarão.

      abraços

      ALBERTO ARAÚJO

      Excluir